historico

 

Há muito, muito tempo, ainda no reinado do DOS, surgiu o Corte Certo.

Uma das tantas lendas urbanas difundidas pela Internet colocou na boca de Bill Gates a opinião de que, se a indústria automobilística caminhasse com a mesma velocidade da informática, os carros custariam 25 dólares e andariam cerca de 400 km com um litro de gasolina. Lenda ou não, e deixando de lado a resposta espirituosa da GM, existe muito de verdade aí. As duas décadas de idade do Corte Certo representariam um "tempão" num outro segmento. Basta lembrar o que existia de informática há 20 anos.

O Corte Certo surgiu no formato DOS, em uma época que os softwares de planos de corte existentes no mercado tinham um valor altíssimo (em média, 15 mil dólares) e eram, portanto, exclusivos das grandes empresas. Ao visualizar o importante nicho não atendido das pequenas e médias, os criadores do Corte Certo já estabeleceram de imediato os pilares básicos em que se assentaria, até hoje, o desenvolvimento do software: facilidade no uso e preço acessível.

Sucesso? Longe disso! Naqueles tempos de 20 anos atrás, havia muito “medo” da informática. E descrença também – afinal, se o concorrente não usava, por que usar? Resultado: apenas as grandes empresas se interessaram pelo programa, nesse primeiro momento.

Na passagem para o sistema operacional Windows, em 1997, outro problema: os clientes já acostumados com o sistema DOS dificilmente abriam mão dele. Deste modo, durante muito tempo, tivemos que manter uma equipe de suporte técnico que atendesse esses clientes, que não aceitavam a opção em Windows, “nem de graça”.

Por meio da Internet, o Corte Certo ultrapassou fronteiras, concorrendo com os melhores do mundo. Com isso, a empresa, que até então se chamava Direções (com os incômodos til e cedilha para o mercado internacional), decidiu substituir o nome para Dimensions. Atualmente, a marca Corte Certo é usada como nome fantasia da empresa.

Ao longo desse tempo, viu dezenas de concorrentes sucumbirem por erros que vão desde precificações erradas até aos descuidos com questões de pirataria. Resultado: clientes deixados na mão. Os concorrentes, aliás, nunca param de surgir. Simples trabalhos escolares sobre otimização logo vão para o mercado, via Internet, e conquistam clientes pelo preço. Com isto, o Corte Certo tem de estar constantemente provando que o amadurecimento é fundamental.

E foi assim. Parece que foi ontem...