« Voltar ao Índice do Glossário

Em 2003 o Ciberdúvidas, o mais importante site para consultas sobre a língua portuguesa, foi taxativo: “o verbo ‘rotacionar’ não existe nos dicionários de língua portuguesa nem de Portugal nem do Brasil”. Mas alertava: “De qualquer forma é o uso que irá consagrar ou não "rotacionar" como um verbo. E somente o tempo dirá”.

O tempo disse. Em 2012 o verbo já aparecia no Caldas Aulete, embora ainda não em outros dicionários.

Rotacionar é outro neologismo que busca aproximar o português do inglês no mundo da informática, mesmo que de forma inconsciente, quando não por simples ignorância. Mas é mais estranho ainda que deletar, porque, neste caso, a correspondente em português, apagar, é completamente diferente de to delete, enquanto para to rotate temos o verbo rotar. Sinônimos mais usuais também bons para um software, por serem curtos, poderiam ser rodar ou girar.

Mas, fazer o quê? Quando se pesquisa na internet esse sentido de girar sobre o seu eixo, mas vinculado ao universo virtual, rotacionar reina praticamente absoluto.

E qual seria a diferença entre rotar e rotacionar, segundo o Aulete? Está no dicionário: rotar é girar; rotacionar é imprimir rotações. Cada um entenda como quiser.

(http://www.aulete.com.br/rotacionar)

Em sua interface o Corte Certo usa o substantivo Rotação para que o usuário possa indicar se a peça poderá ou não ser girada durante as tentativas do programa de encontrar o melhor posicionamento para ela dentro da chapa. Quando for necessário manter o sentido dos veios (ou canelas, ou grãos, dependendo do material) da chapa o usuário deve optar por permitir ou não a rotação, mas sabendo que dessa forma criará uma limitação ao cálculo, podendo haver menor aproveitamento.

rotacionar 1

Ao optar por não girar, o usuário deve marcar também qual será o sentido da textura, de acordo com a forma com que vai cadastrar a chapa.
Para evitar equívocos, o sentido dos veios configurado poderá ser visualizado imediatamente após o registro de cada item, tanto chapas como peças, da forma que é mostrada abaixo.

rotacionar 2

Se necessário, após o cálculo, o plano de corte pode mostrar imagem do próprio material, para segurança absoluta de que não há erro no sentido da textura das peças.

rotacionar 3

Observação: Embora o usual seja que os veios da madeira estejam posicionados no sentido do comprimento do painel, o exemplo acima mostra que o usuário tem a liberdade de inverter essa lógica para materiais em que a textura tem sentido contrário.

 

« Voltar ao Índice do Glossário