10 vacinas fundamentais para enfrentar a crise

Olhe para o desperdício.

Se você está de olho na crise precisa olhar seriamente para o desperdício.

Desperdício é dinheiro jogado no lixo. Ponto final.

E ele só existe porque alguém (proprietário, funcionário, dona de casa, etc.) está deixando que ele exista.

O problema é que o desperdício está arraigado à nossa cultura. É como se, com ele, quiséssemos arrotar uma riqueza que não possuímos.

DESPERDÍCIO É ARROGÂNCIA!

É claro que, de algumas formas, somos ricos também. E aí nos damos o direito de desperdiçar e contaminar a nossa água potável, de destruir as nossas imensidões de terras com lixões e queimadas, de cortar as nossas árvores. Mais ou menos como quem tem muito dinheiro e se dá o direito de torrá-lo com bobagens.

Ok, ok. Vamos voltar ao foco das empresas, apesar de que elas têm muito de responsabilidade nessa destruição ecológica.

A cultura do desperdício nas nossas empresas é a mesma que vem das nossas casas.

O consumo exagerado de água na empresa começa com a mangueira jorrando água limpa na calçada de casa. Assim como aquela conversa jogada fora pelo celular ou a comida que sobra no prato do restaurante começam na vida particular.

O DESPERDÍCIO EM NOSSAS EMPRESAS COMEÇA EM NOSSAS CASAS.

Essa é a cultura que faz com que, por exemplo, em vez de aproveitar o clipe que veio anexando documentos, o funcionário o jogue fora e use um outro novo ao devolver a documentação assinada.

E que, de grão em grão, faz com que o Brasil jogue fora:

Cerca de 30% de toda a sua produção de bens e serviços por falta de qualidade (no Japão esse índice varia de 1% a 3%)

20% de toda a energia elétrica produzida

25% a 40% de toda a água tratada

1 edifício inteiro a cada 3 construídos

40% dos alimentos cultivados

Bom, mas o que fazer?

A sua parte, a parte que traz prejuízo para a sua empresa. Fazendo a sua parte, já está de bom tamanho para o mundo.

Comece por descobrir quais são os ralos de desperdício em sua empresa (seja você proprietário ou funcionário). Estimule outras pessoas a fazerem o mesmo.

A partir de uma lista desses ralos, fica fácil pensar em soluções e cobrar resultados.

Só não esqueça duas coisas importantes:

1.       Conscientizar o funcionário de que o pequeno desperdício doméstico, o que ocorre na empresa e as grandes destruições da natureza estão interligados.

2.       Dê você o exemplo de cidadania.

(*Fonte: Ascom UPB. Gutemberg Cruz)

Dica na dica:

CORTE O DESPERDÍCIO AGORA.

Qual é o seu desperdício de luz, de água, de papel, de combustível, de tempo, de espaço?

Esse desperdício que hoje não chega a prejudicar demais o desenvolvimento da sua empresa é aquela gordurinha extra que pode fazer muita falta se a crise chegar para valer.

E, se você parar para pesar, pode descobrir que essa gordurinha é, de fato, uma gordurona. Uma bela fatia do seu lucro.

O Corte Certo é especialista na redução de um dos desperdícios mais caros: o de matéria prima.  Ajuda também a ganhar espaço no estoque e a fazer o tempo render mais.

Comece pelo Corte Certo. Ele vai dar tão certo que vai animar a sua empresa a procurar outros ralos de desperdício. Clique aqui para visitar o nosso site.

Terça-feira dia 3, a Vacina 3

Clique e veja a Vacina 1:  "Não fique parado"