Primeira edição da Vidro Impresso em 2016 foca no combate à crise, onde os softwares ganham matéria à parte. O Corte Certo, claro, não poderia faltar.

Vidro Impresso 2016

Transparência, agilidade, eficiência e lucratividade. Pela importância que têm nos dias de hoje por conferir benefícios como esses às empresas, os softwares mereceram na edição reportagem à parte sob o sugestivo título “Na palma da mão”. Sugestivo porque, independentemente do porte e ramo de negócios, ter a empresa na palma da mão é o passo indispensável a quem pretenda sucesso diante da crise, como assinala o depoimento do diretor de Marketing da Corte Certo, Joerly Santos, já no primeiro parágrafo e que ganha destaque mais adiante na reportagem: “A informatização dos processos deixou de ser uma tendência para se tornar requisito básico para a sobrevivência no mercado”.

Além da linha de softwares Corte Certo, foram destacados também o MG Net, o W.Vetro, o Glass Control, o ECG e o WebGlass.

Na seção aberta aos depoimentos de vários outros players do mercado vidreiro, sob o também revelador título “Na rota da reinvenção”, o que se observa é certo otimismo (“Nem tudo são lágrimas”, diz o presidente da UBV, Sérgio Minerbo), ainda que com consciência do momento crítico. Atenção às mudanças nas relações entre clientes e fornecedores, foco nas ações e não na crise, foco na avaliação de metas, reflexão e ajustes, criatividade e eficiência, preparação para a retomada – são exemplos de atitudes com que  as empresas vêm substituindo o mote “precisamos economizar” pelo do “precisamos ser mais eficientes”.

Todos os depoimentos estão disponíveis na edição online da revista, em: http://issuu.com/ocpublicidade/docs/digital-vidro-impresso-33?e=11885152/31884041