10 vacinas fundamentais para enfrentar a crise

vacina 6Venda bem

O que é “vender bem”?

Se você disser que vendeu bem o seu carro particular, todos vão entender que alguém pagou mais do que o seu carro realmente valia.  Como nesse exemplo estamos falando de uma venda que se encerra ali, que não haverá um segundo carro a ser oferecido tão cedo, ótimo para você.

Mas e no caso de uma empresa, uma organização que realiza vendas contínuas dos mesmos produtos ou serviços?

Uma boa venda pode, sim, significar o recebimento de valor mais alto que o normal. Até porque, muitas vezes, o preço mais alto tem o objetivo bem definido de qualificar o produto por seu valor.

Mas para quem não está focado no mercado de luxo, e especialmente numa época em que todos estão contando o dinheiro, o preço mais alto pode ser um tiro no pé.

QUEM CONSEGUE ENTREGAR O MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO FAZ A MELHOR VENDA PORQUE GANHA A CONFIANÇA DO CLIENTE PARA NOVAS VENDAS FUTURAS. 

A verdade é que a maior parte dos preços altos não se justifica por nenhuma estratégia mercadológica. Em geral eles incorporam uma gordura exagerada para se precaver de erros no cálculo dos custos. E, com isso, abrem espaço para a concorrência mais competente.

Vender bem é satisfazer o cliente por um preço justo. Mas tem mais.

Vender bem começa por saber ouvir bem, uma imagem que é bem diversa daquela do vendedor falante. É ouvindo que se descobre as reais necessidades do cliente.

Vender bem é aprender com a venda. Trazer algo que possa modificar alguma coisa na sua empresa. No jeito de vender, na produção. Que traga inovação.

Vender bem é também vender apenas o que é possível entregar. Parece absurdo colocar isso como técnica de venda, mas é mais comum do que parece. Não venda o que não tem.

Não tem o que o cliente precisa, não tem o prazo de entrega exigido? Não venda.

Se o cliente não encontrar o que procura exatamente do jeito que quer, vai voltar a quem demonstrou ter mais honestidade.

Vender bem é vender sempre.

Dica na dica:

VENDA BEM AGORA.

A palavra-chave aqui é precificação. Formação de preço competitivo.

O Corte Certo ajuda, para começar, com um plano de corte adequado, com menos desperdício e com aproveitamento dos retalhos já existentes. Ou seja, com redução no custo. E ajuda também com informações precisas, tais como preços de custo e de venda das chapas a serem utilizadas. Oferece uma planilha de orçamento para incluir no cálculo os preços de tintas, vernizes, acabamentos, mão de obra. Pode até indicar o peso do projeto para cálculo antecipado do frete. Assim como o preço das sobras (e até o do pó de serra, no caso da madeira) e o dos cortes.

Com todos esses dados, fazer o preço mais justo e da forma mais segura fica bem fácil.

Terça feira dia 17 , A VACINA 7.

Clique aqui e veja a vacina anterior.